Governo anuncia novas medidas restritivas em Sergipe de 05 a 21 de março

 As medidas mais duras se justificam devido ao número de casos positivos, óbitos e internações nas últimas semanas em Sergipe, assim como vem ocorrendo em todo o país


O governador Belivaldo Chagas anunciou nesta quinta-feira (04), medidas mais restritivas no período de 05 até 21 de março, para combater a disseminação do coronavírus. O anúncio foi feito, durante coletiva de imprensa posterior à reunião com o Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae), que avaliou o cenário epidemiológico dos últimos dias, período pós-carnaval, e a projeção para as semanas seguintes no estado.



Segundo Belivaldo, as medidas mais duras se justificam devido ao número de casos positivos, óbitos e internações nas últimas semanas em Sergipe, assim como vem ocorrendo em todo o país. “Constatamos um aumento no número de casos de quase 46%, aumento na média de óbitos e, também, tivemos um aumento considerável em internações. No que diz respeito à rede pública, a gente pode até dizer que a alteração não foi tão considerável, mas com relação à rede privada houve uma explosão na ocupação de leitos de UTI e enfermaria. Porém se o cidadão que tem plano de saúde procurar o hospital credenciado e não tiver vaga, o sistema SUS vai ter que estar de porta aberta, porque ele não pode rejeitar paciente. E aí a gente vai ter como receber esse pessoal? O fato é que todos nós, tanto a rede pública quanto a rede privada, estamos com dificuldades para abrir mais leitos, em virtude da falta de profissionais”, desabafou o governador.


De acordo com a Resolução Nº 11/2021, no período de 05 até 21 de março, ressalvadas as áreas de saúde e segurança, todas as atividades (essenciais, não essenciais e especiais) deverão observar a limitação máxima de ocupação de 50% do local do estabelecimento, cabendo aos dirigentes estabelecer regras e rotinas de rodízio para evitar a conglomeração. Mas as atividades não essenciais estarão proibidas de funcionar entre as 22h de um dia e as 5h do dia subsequente.


É importante observar que, mesmo as atividades consideradas essenciais, em especial as lojas de conveniência, no período de restrição noturna, não poderão comercializar bebidas alcoólicas e nem permitir aglomeração de pessoas.


 A resolução define, também, que os estabelecimentos comerciais e de serviços deverão encerrar as suas atividades com até 30 minutos de antecedência do período estipulado, de modo a garantir o deslocamento dos seus funcionários e colaboradores às suas residências. Já a Administração Pública Estadual não essencial funcionará entre as 7h e 13h.


No mesmo período, fica proibida em todo estado, a realização de quaisquer eventos que impliquem em aglomeração de pessoas, em ambientes públicos ou privados de uso comum, a exemplo de ruas, avenidas, praias, praças, parques, clubes sociais, centros recreativos e culturais, teatros, auditórios, hotéis, bares, restaurantes e similares, inclusive os eventualmente já autorizados.


Finais de semana


Ainda segundo a Resolução Nº 11/2021, nos finais de semana de 05 a 07 e de 12 a 14 de março de 2021, as atividades de bares, restaurantes e estabelecimentos similares serão proibidas entre as 18h da sexta-feira e às 5h da segunda-feira subsequente. Sendo permitidos os serviços de entrega em domicílio (delivery) ou take away de alimentação. Demais atividades não essenciais e especiais, incluindo os shoppings centers, galerias e centros empresariais, não poderão funcionar nos dias 06 e 07, 13 e 14 deste mês.


“Vamos tentar, nesses próximos 15 dias, segurar esse crescimento. Se, na reunião que acontecerá daqui a 08 dias, a gente constatar que começa a haver uma redução, a gente pode alterar o que está previsto para o próximo final de semana, mas eu não posso correr o risco de esperar mais uma semana. Não fazer nada a partir de hoje, seria um ato de irresponsabilidade. Os números estão crescentes no Brasil afora, mas a gente entende que isso tudo é fruto do efeito Carnaval, não tivemos Carnaval de rua, mas tivemos carnaval de casa: sítio, chácara, fazenda, casas de praias, de veraneio, todo mundo aglomerando”, argumentou Belivaldo.


Retorno às aulas


Belivaldo informou, ainda, que na reunião extraordinária marcada para a próxima quinta-feira (11) umas das pautas será o retorno das aulas na rede pública. “Na rede pública, nós estamos com previsão de retorno para o dia 22, mas se houver um crescimento desses números até a quinta-feira da próxima semana, a tendência é a gente adiar, talvez, para o dia 5 de abril. E se agravar mais ainda, a gente pode até suspender as aulas na rede privada como estão acontecendo agora. Tudo que se quer, que se pretende é simplesmente cuidar das pessoas”, conclui o governador.



ASN

0/Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem