Governadores querem vacinas reservadas à 2ª dose para aumentar nº de imunizados

 O Fórum Nacional de Governadores solicitou nessa 5ª feira (28.jan.2021) ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o uso das vacinas contra a covid-19 reservadas para a 2ª dose. Os governadores querem ter mais imunizantes para a aplicação da 1ª dose no público prioritário.
Créditos: Sérgio Lima


O Brasil tem, até o momento, 12,1 milhões de doses: 10,1 milhões da CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, e 2 milhões do imunizante da AstraZeneca/Oxford. Os grupos prioritários para a vacinação totalizam 77,2 milhões pessoas.

Foram aplicadas no Brasil pelo menos 1.481.590 doses de vacinas contra o coronavírus até 18h02 desta 5ª feira (27.jan.2021). Os dados são do CoronavirusBot, que complica dados do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais de saúde.

Em ofício ao governo federal, os governadores pedem a confirmação da compra de doses pela União e a distribuição aos Estados, acompanhada de um cronograma. Caso o governo federal não confirme a aquisição das vacinas, os governadores pedem a liberação para comprar as doses por conta própria.
O fórum de governadores é liderado por Wellington Dias (PT), governador do Piauí, que assina o documento. O grupo pede ainda a abertura de diálogo com a Rússia, que produz a vacina Sputnik V, ainda não liberada para uso no Brasil.

Eles ainda pediram que o Ministério da Saúde mantenha o valor dos repasses de 2019, anterior à pandemia, “de forma a assegurar que os Estados possam arcar com despesas próprias no enfrentamento dessa crise sanitária”.



Poder 360

0/Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem